Arquitetura e Engenharia Civil na Espanha

Hoje vou te explicar as competências atribuídas a cada uma dela. 

Arquitetura

Engenharia de Edificação

Engenharia Civil 

O/a arquiteto/a projeta um edifício, o/a engenheiro/a de edificação dirige a obra e o/a engenheiro/a civil supervisiona as estruturas. É assim que as principais diferenças entre esses profissionais da construção podem ser resumidas de forma rápida.

Diferentes profissões e, portanto, diferentes as funções que cada um desempenha. 

1. Arquitetura

arquiteto ou arquiteta é um profissional capaz de projetar todos os tipos de edifícios com as respectivas instalações e estruturas, planejando e ordenando o território. Para ser arquiteto na Espanha com caráter geral você deve estudar a Graduação em Fundamentos de Arquitetura (também pode aparecer o nome de Estudos de Arquitetura), estruturada em 300 créditos e duração de cinco anos.

Ademais, depois você precisará estudar o mestrado habilitante em Arquitetura,que lhe permite exercer a profissão de arquiteto plenamente. Este mestrado tem 60 créditos, ou seja, 1 ano e com ele poderá exercer a profissão de arquiteto para dirigir obras de construção, elaborar projetos, assessorar em obras urbanas ou avaliar e avaliar terrenos, entre outras funções. E fique atento, é obrigatório realizar a inscrição no Conselho (Colégio) Oficial de Arquitetos.

A graduação de Arquitetura prepara os alunos para conhecer a história e as teorias da arquitetura, o planeamento urbano e as técnicas aplicadas no processo de planeamento, para conhecer os problemas físicos, as diferentes tecnologias e a função dos edifícios ou para compreender os problemas estruturais, de construção e concepção de engenharia. Se já concluiu a graduação mas não concluiu o mestrado, não pode assinar projetos como arquitecto, embora possa trabalhar em empresas, studios de arquitetura, na administração pública, em universidades ou centros de pesquisa, etc. 

Algumas universidades oferecem em conjunto o Bacharelado e o Mestrado em Arquitetura, então eles têm 360 créditos e 6 anos de duração total, dependendo do centro.

2. Engenharia de Edificação (Arquiteto técnico)

O engenheiro de edificação, conhecido como arquitecto técnico, e antes denominado Aparejador, é o responsável por dirigir a obra, as suas instalações e elementos, bem como manter o seu controle econômico. Elabora ainda estudos e planos de segurança e realiza cálculos técnicos, medições, avaliações, avaliações e estudos de viabilidade econômica.

A graduação de engenharia de edificação têm a duração de 240 ECTS, ou seja, 4 anos, e dá acesso à profissão regulamentada de Arquitecto Técnico.

Este profissional é o encarregado de dirigir a execução de materiais de obras, elaborar planos de segurança ou elaborar projetos técnicos. Como no caso dos arquitetos, a filiação ao Conselho profissional obrigatória para o livre exercício da profissão.

Nesse caso, não é necessário o título de mestre para exercer a profissão de arquiteto técnico, pois o mesmo título dá direito ao trabalho.

3. Engenharia Civil

Aqui encontramos duas profissões e situações diferentes.

Em primeiro lugar, a graduação de Engenharia Civil simples que lhe permite trabalhar como Engenheiro Técnico de Obras Públicas, que dirige e executa obras de construção civil como estradas, infraestruturas ou centrais térmicas, sendo responsável pela qualidade dos materiais, pela fiscalização ou pela perícia. O engenheiro civil dedica-se ao projeto estrutural de edifícios e conhece os fatores ambientais e geográficos do terreno para garantir a estabilidade do edifício.

Por outro lado, a combinação da graduação com o Mestrado habilitante em Engenharia de Caminhos, Canais e Portos, profissão regulamentada na Espanha. A atuação desse especialista está voltada para as áreas tecnológicas da engenharia civil: estruturas, transportes, hidráulica, marítima, sanitária, ambiental e urbana. É responsável pelo projeto de pontes, estradas ou barragens, por exemplo. 

A graduação de Engenharia Civil tem 240 créditos ECTS e quatro anos de duração. No entanto, fazendo o mestrado habilitante de 120 créditos, poderá exercer a função de Engenheiro Civil de Caminhos, Canais e Portos. Este engenheiro possui competências em todas as áreas da engenharia civil, constituindo uma profissão global.