Receba nossa newsletter e não perca as novidades sobre imigração para Espanha!

Sua assinatura não pôde ser validada.
Você fez sua assinatura com sucesso.

Como morar na Espanha: Guia 2022

Quer morar na Espanha? Acesse o blog e conheça os principais passos para viver no exterior e iniciar o seu planejamento de imigração em 2022!

Como morar na Espanha: Guia 2022

Já pensou em morar na Espanha? Iniciar uma nova vida? Descobrir uma cultura diferente e aprimorar um segundo idioma? Então, esse texto vai te ajudar. 

Ao longo do artigo te contarei o que é preciso para poder morar legalmente na Espanha, tipos de vistos, custo de vida e muito mais. Confira! 

COMO MORAR LEGALMENTE NA ESPANHA?

Já pensou em emigrar? Bem-vindo(a) ao clube!

Segundo pesquisas, o número de brasileiros que decidem emigrar nunca foi tão alto. Dados do Itamaraty revelam que, entre 2010 e 2020, a comunidade brasileira no exterior aumentou em 35%.

Estima-se que, atualmente, mais de 4,2 milhões de brasileiros vivem em terras estrangeiras, sendo a Espanha um dos destinos mais procurados. 

O que torna esse país ibérico tão atrativo? 

Bem, a Espanha tem algumas vantagens em relação a outros destinos. Como, por exemplo, a qualidade do sistema de saúde e de educação, o clima agradável e as similitudes entre os idiomas – português e castelhano. 

Então, o que fazer para morar na Espanha?

Eu poderia sintetizar a resposta para essa pergunta em apenas 2 itens:

  1. Visto ou autorização de residência (para aqueles que não têm cidadania europeia).
  2. Comprovação de meios econômicos.

Sim, para morar na Espanha esses são os 2 requisitos indispensáveis. No entanto, dentro de cada um existe uma ramificação de subitens. E é disso que vamos falar agora!

VISTOS PARA MORAR NA ESPANHA

Os vistos ou as autorizações de residência são o primeiro passo para viver legalmente na Espanha.

Atualmente, brasileiros podem solicitar as seguintes modalidades de vistos espanhóis:

Ainda que cada categoria de visto conte com uma lista de documentos específica, existem alguns requisitos semelhantes. Por exemplo: passaporte válido e em vigor, foto 3×4, formulário de solicitação e pagamento da taxa.

Por outro lado, temos o requisito da comprovação de meios de subsistência, já que, para morar na Espanha, você precisa ter uma renda fixa, uma reserva financeira ou um contrato de trabalho.

QUANTO DINHEIRO É NECESSÁRIO PARA MORAR NA ESPANHA

Os valores a serem comprovados para morar legalmente na Espanha dependem de duas variáveis principais: o tipo de visto e o tempo de residência

Por exemplo, para o visto de residência não lucrativa é necessária a comprovação de uma renda mensal igual ou superior a 400% do valor do IPREM do ano vigente. 

Em 2022, o IPREM ficou fixado em 579,02 €, o que significa que, neste caso, você teria que comprovar uma renda mensal de, aproximadamente, 2.316 €. 

No caso do visto de estudante, é necessário comprovar ao menos 100% do índice IPREM por cada mês de estudo. Ou seja, se você pretende estudar na Espanha por 1 ano, o valor mínimo a ser comprovando é de 6.948,24€. 

QUAIS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA MORAR NA ESPANHA?

Visto em mãos e meios econômicos suficientes para sua subsistência? Hora de fazer as malas e imigrar!

Uma vez na Espanha, você precisará emitir dois documentos, obrigatórios para residentes. O primeiro é a TIE, o cartão de identidade do estrangeiro, e o segundo o empadronamiento, um registro realizado junto à prefeitura do local de residência.  

Para ambos os casos, criei um passo a passo completo. Para acessar, basta clicar nos links abaixo:

COMO CALCULAR O CUSTO DE VIDA NA ESPANHA?

Como vimos nos tópicos anteriores, existe um valor mínimo para comprovar os meios de subsistência. No entanto, o IPREM é apenas uma referência, já que o custo de vida na Espanha é relativo, ou seja, varia de pessoa para pessoa. 

Desse modo, entender quais serão os seus principais gastos e necessidades te ajudará a estruturar um bom planejamento de imigração.

Pensando nisso, separei algumas variáveis que você deve ter em consideração na hora de estimar o seu custo de vida na Espanha. Dá só uma olhada!

  1. Cidade de destino: o seu custo de vida na Espanha vai depender da província na qual você resida. Por exemplo, em Lugo, na Galícia, é possível encontrar apartamentos para alugar a partir de 300 €, enquanto em Madri, capital, os valores iniciais ficam entre 500-600 €. 

Dicas de sites para buscar apartamento ou casa de aluguel: Idealista, Fotocasa, Enalquiler, Pisos, Spotahome e Yaencontré

  1. Transporte público: assim como no preço dos aluguéis, os valores de transporte público variam em cada região. Barcelona, por exemplo, é a cidade com o bilhete simples mais caro,  2,40 €. 
  2. Telefone: na Espanha é possível encontrar planos pré-pagos a partir de 10€, com cerca de 10 GB de internet e chamadas nacionais ilimitadas. As operadoras mais famosas do país são: Vodafone, Movistar, Orange, O2, Lycamobile e Jazztel
  3. Mercado: segundo o Ministério de Agricultura, Pesca e Alimentação, em média, uma pessoa na Espanha gasta 213 €/mês com alimentação.

Dica para estimar seus gastos com alimentação: acesse o site de supermercados espanhóis, como Dia, Carrefour e Mercadona e simule uma compra. Dessa forma, você conseguirá ter uma noção maior sobre os preços. 

ASSESSORIA PERSONALIZADA PARA MORAR NA ESPANHA

Precisa de ajuda para escolher o tipo de visto que se adéque às suas necessidades, criar um plano personalizado para morar na Espanha, traduzir documentos ou resolver algum trâmite imigratório? Conte comigo!

Com a assessoria personalizada te ofereço todo o suporte para colocar seu planejamento migratório em ação. Um serviço adaptável às suas demandas e preferências. 

Para saber mais e tirar eventuais dúvidas, entre em contato por meio do email info@amandakalil.com ou agende uma consulta online

× Enviar mensagem